Primeira youtuber brasileira com síndrome de Down é de Lauro de Freitas; conheça Cacai Bauer




"Olá especiais da minha vida. Sou eu, Cacai Bauer. Bem vindos ao meu canal! Tá tudo bem com vocês? Tá tudo bem comigo!". Se você já ouviu essa abertura, quer dizer que já conhece a primeira youtuber brasileira com síndrome de Down.

Cailana Eduarda Bauer Lemos, ou Cacai Bauer, como ela gosta de ser chamada, tem 22 anos, nasceu em Salvador, na Bahia, e mora em Ipitanga, em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana.

Super vaidosa e inteligente, Cacai não deixa sua alteração genética lhe definir, seguindo sua vida com muito bom humor e alegria. "Eu e meus irmãos somos educados como normais", diz em um vídeo.

Cailana é uma jovem normal, que gosta de sair com amigos, de brincar com os irmãos e com os colegas da escola. A única diferença nós sabemos... ela é uma youtuber famosa. Com mais de 8 mil inscritos no seu canal do Youtube, em apenas 7 meses, Cacai ganhou até reportagens no site da BBC Brasil e no Terra.

Com a ajuda de toda a família, Cacai está conseguindo o que ela mais quer: fama. "Sonho em ser famosa, em ser artista", diz ela em conversa com o CORREIO. A ideia de criar um espaço online para ela se expressar foi do pai, o diagramador Dalmo Lemos.

Os irmãos, Luiza Victoria e Caio Johanes, e a mãe, Janaina Prata Bauer Lemos, também entraram na brincadeira - que está se tornando cada vez mais séria. "Ainda não conseguimos dinheiro com isso, mas quem sabe em breve", diz Janaína, responsável por editar as imagens.

A especialidade do canal são as paródias. A mãe cria as letras, Luiza canta e ela dubla, espalhando sua simpatia nas frentes da câmera. Com Alegremente, uma brincadeira com Malandramente, ela alcançou mais de 25 mil visualizações. 

Coitado é do Caio... é cada brincadeira que fazem com ele! "Uma vez a gente tava gravando um vídeo e ela jogou uma mesa nas minhas costas! Era pra ser de mentira, mas foi de verdade", conta ao CORREIO. Aos risos, Cacai encolhe os ombros e se defende: "foi sem querer".

Dá pra perceber que a rotina de gravações é bem divertida. E a estrela do canal concorda. "Meus amigos assistem os vídeos, acham engraçado, comentam. É engraçado. Eu me divirto muito, na escola e quando estou em casa também".

Os vídeos de Cacai, que é apaixonada por Kéfera e adora o canal de Pablo Toneti e o de Isaac do Vine, são publicados toda segunda-feira, às 18h.

E não acaba aí... Cacai também já estreou como atriz. Ela fez um curso de teatro no projeto 'Criando Asas', em Lauro de Freitas, e foi escolhida para ser protagonista de uma peça, chamada "Meu mundo invisível".

A história do espetáculo fala sobre uma portadora da síndrome de Down que se sente rejeitada na escola e decide ficar na cama para sempre, como a Bela Adormecida. Mas sua mãe e o diretor mostram seu real valor.

Mas nem tudo é tão divertido como nos vídeos. Quando as câmeras desligam, Cacai também precisa enfrentar preconceito. Em sua página na rede social, alguns internautas fazem duras críticas.


Cacai faz paródias com músicas de funk. Ela transformou 'Malandramente' em 'Alegremente'
(Foto: Reprodução/Youtube)



Ela falou com a BBC Brasil e contou como lida com essas situações. "Eu não apago nenhuma. Eu ignoro. Meus fãs me defendem dos ataques e eu deixo lá para que todos vejam que a melhor forma de combatê-los é ignorando", disse.

A youtuber já foi uma adolescente rebelde e chegou a participar de uma edição do reality show Supernanny, do SBT, que ajuda pais a colocarem regras e educar os filhos. Segundo a BBC Brasil, ela costumava fugir de casa para brincar com os vizinhos. "Mas a Supernanny colocou algumas regras e está tudo bem. Eu era muito arretada mesmo", disse.

About Ladislau Leal

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário