Veja quem deve se eleger vereador em Salvador


O cantor Igor Canário e o vereador Edvaldo Brito são presenças consideradas certas na próxima Câmara
Cálculos preliminares da articulação política do prefeito ACM Neto (DEM), dos demais candidatos e de alguns vereadores de Salvador apontam para uma renovação de pelo menos um terço da Câmara Municipal nestas eleições. O grupo do democratas também acredita na possibilidade de conquistar de 30 a 33 vagas das 43 disponíveis no Legislativo municipal, o que daria à oposição em torno de 10 a 13 posições na Casa.
A eleição à Câmara também será bastante influenciada pelo desempenho dos candidatos a prefeito e dos próprios postulantes à Vereança, que poderão funcionar puxando votos. Com o auxílio de um expert em quoeciente eleitoral, da articulação política dos candidatos a prefeito e de alguns vereadores, o Política Livre apresenta uma projeção sem caráter vinculativo sobre qual pode ser a composição futura da Câmara.
Veja abaixo como deve ficar a Câmara Municipal eleita em 2 de outubro pelos partidos e coligações proporcionais que apóiam o prefeito ACM Neto:
DEM-PRB-PMB – A previsão é de que a coligação eleja oito com certeza, podendo passar a nove vereadores. Seriam eles Luiz Carlos, Pastora Rogéria e Pastora Irelda, da Igreja Universal, e os vereadores Leonardo Prates, Duda Sanches, Palhinha, do DEM. Disputariam duas ou três vagas o ex-deputado federal Maurício Trindade (PRB), os vereadores Cláudio Tinoco (DEM) e Ana Rita Tavares (PMB) e Alexandre Aleluia (DEM).
PMDB-PSDC – Todas as previsões levam à eleição de quatro candidatos do PMDB. Estariam garantidos os vereadores Alfredo Mangueira e Pedrinho Pepê. Estariam na disputa por uma ou duas vagas Nestor Neto, peemedebista que foi vice de Mario Kertész em 2012,Marcelinho Guimarães, Pedro Godinho, Felipe Lucas e Daniel Rios, irmão do deputado David Rios.
PHS-PTdoB – A coligação dos nanicos deve eleger cinco – o cantor Igor Canário, a vereadora Kátia Rodrigues (esposa do deputado Pastor Luciano), o vereador Isnar Araújo e Téo Sena estão entre os quatro. A quinta vaga está em disputa por Fábio Souza, vereador Alemão e Deraldo Damasceno, ex-deputado, todos estes no PHS.
PV-Solidariedade – A previsão é de que os dois partidos da base do prefeito elejam cinco vereadores – Já são dados como reeleitos os vereadores Geraldo Jr., J. Carlos Filho, do Solidariedade, e Paulo Magalhães Jr. Na disputa pelas duas vagas restantes estão o vereador Henrique Carballal, Marcelle Moraes, o vereador Sabá, a vereadora Kátia Alves e Binho de Ganso.
PTB-PPS - A coligação entre as duas agremiações trabalha com a eleição de quatro – Kiki Bispo e Beca já estão dentro. Disputam as duas vagas restantes a novata Taíssa Gama, filha do deputado federal Benito Gama, e os vereadores Euvaldo Jorge, Joceval Santana e Leandro Guerrilha.
PSC – O partido não se coligou e deve reeleger os vereadores Heber Santana e Alberto Braga.
PSDB – Pelo menos três tucanos devem se eleger nestas eleições – Paulo Câmara, atual presidente do Legislativo, e Tiago Correia são dados como certos. A terceira vaga seria disputada por Atanázio Júlio, Dr. Maomé e o ex-vereador Sérgio Nogueira.
PEN – A expectativa é de que o partido possa eleger um vereador – Ró Santana, irmão de deputado federal Erivelton Santana.
PTC – O partido da base do prefeito não deve eleger nenhum candidato.
Veja agora os vereadores que se elegem nas coligações e partidos que apóiam a candidata Alice Portugal (PCdoB):
PT-PCdoB-PSD – A coligação integrada pelo partido da candidata deve eleger de cinco a seis vereadores – São considerados eleitos os vereadores Edvaldo Brito (PSD), Suíca, Arnando Lessa, Gilmar Santiago, do PT, e o ex-deputado petista Yulo Oiticica. Disputam a sexta vaga os vereadores Aladilce Souza, Everaldo Augusto e Moisés Rocha, o que significa que, se fracassarem, o PCdoB pode não ficar sem representante na Câmara.
PTN – O partido pode eleger de dois a três vereadores – A primeira vaga estaria assegurada a Carlos Muniz e a segunda pode ser disputada por Toinho Carolino e o ex-deputado Uziel Bueno. Se melhorarem o desempenho, os três podem se eleger.
PSB – No partido socialista, a disputa é por uma vaga apenas entre o ex-deputado Capitão Tadeu e o vereador Sílvio Humberto.
Veja agora os vereadores que se elegem nas coligações que apóiam o candidato Pastor Isidório, do PDT:
PDT-PROS-PSL – A previsão é de que a coligação eleja até três vereadores – Os vereadores Odiosvaldo Vigas, José Trindade estariam dentro, ao passo que Manassés Filho, filho do deputado Manassés, e Randerson Leal, filho do deputado estadual Roberto Carlos, estão na disputa pela terceira vaga.
PMN e PRP – A coligação não deve eleger nenhum vereador.
Fonte : politica livre

About Ladislau Leal

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário