Cinco vereadores eleitos podem não entrar na Câmara de Salvador, aponta jornal

Dos 43 vereadores eleitos no último domingo (2) cinco edis podem não entrar na Câmara de Salvador em 2017. Isso porque ainda há pendências de candidatos a serem julgadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A lista final será oficializada pelo TSE apenas no dia 1º de novembro. Até lá, Silvio Humberto (PSB), Moisés Rocha (PT), Odiosvaldo Vigas (PDT), Atanázio Julio (PSDB) e Trindade (PSL) estão na corda bamba.
Existem casos de candidatos indeferidos provisoriamente que tiveram mais votos que os eleitos. É o caso de Cezar Leite, do PSDB, que tem status de candidato ‘indeferido com recurso’, e teve 7.747 votos. O último eleito pelo PSDB (que não coligou) é Atanázio Júlio, que teve 5.349 votos. Se o recurso for acatado pela Justiça, ele perde a vaga para Cezar Leite, que foi mais votado.
Em entrevista a Tribuna da Bahia, a especialista em direito eleitoral, a advogada Deborah Guirra, disse que atualmente, um vereador é eleito em Salvador a cada 29.120 votos (para partidos individuais e coligações). Quem também pode entrar na Câmara se tiver recurso aceito é o candidato Ubiratan Oliveira. Ele teve apenas 1.950 votos, mas seu partido, o PEN, somando todos os candidatos, passou de 30 mil votos.
Outro exemplo de alteração pode ser causado pelo candidato Julinho do DEM, que teve 4.221 votos. Ele não se elegeria, mas faria entrar na composição o vereador Vado Malassombrado, que teve 7.405 votos, mas ficou de fora por causa da distribuição de votos na coligação. Computando os votos de Julinho, o DEM teria direito a mais um parlamentar em sua coligação.
Fonte : Bocão News

About Ladislau Leal

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário