Mirela Macedo, PSD, assume cadeira de deputada estadual em 1º de janeiro.

Na seara das mudanças que a eleição deste ano pode provocar na Assembleia Legislativa da Bahia, a base governista poderá ter, segundo fontes ouvidas pelo Bocão News, até quatro rostos novos em sua bancada a partir de 2017, quando os deputados candidatos, se eleitos, tomam posse e os suplentes assumem as cadeias vacantes.
Dentro do PT, dois nomes possuem fôlego de possibilidades mais palpáveis de vitória: Neusa Cadore, em Pintadas, e Zé Raimundo, em Vitória da Conquista – caso o pleito vá para o segundo turno. Já no PSD estão Robério Oliveira e Rogério Andrade em Eunápolis e Santo Antônio de Jesus, respectivamente.

Neusa Cadore
Caso esses quatro saiam vitoriosos, Bira Corôa (PT) efetiva seu mandato, visto que está como suplente tampão com a saída de Vitor Bonfim (PDT) para o comando da secretaria de Agricultura; Mirela (PSD) que é candidata a vice de Moema Gramacho em Lauro de Freitas, mas, mesmo eleita, pode renúncia para assumir o posto no legislativo e Temoteo Brito (PSD) que é candidato a prefeito de Teixeira de Freitas.

Mirela (PSD)
O quarto na linha de sucessão é Ângelo Almeida de Feira de Santana, que saiu do PT e migrou para o PSB.
No mandato tampão de Vitor Bonfim, que hoje está com Bira, assumiria Jacó (PT)
Partindo do pressuposto que os quatro deputados vençam e Temoteo também seja eleito em Teixeira, Jacó assume cadeira cativa e o mandato tampão ficaria com Jonas Paulo (PT), ex-presidente do PT.
São deputado estaduais e também concorrem na eleição deste ano Joseildo Ramos (PT) em Alagoinhas, Maria Del Carmen (PT) como vice de Alice Portugal (PCdoB) em Salvador, Pastor Sargento Isidório (PDT) candidato a prefeito de Salvador, Zé Neto (PT) em Feira de Santana e além de Zé Raimundo em Conquista, também disputa Fabrício Falcão (PCdoB).

BAGUNÇA NO TABULEIRO – Dois outros atuais governistas, caso sejam eleitos em suas bases, abrirão vaga para opositores sentarem na cadeira de deputado.  Um deles é Jânio Natal, que se eleito na cidade de Belmonte, deixará o mandato para Joaquim Neto, que concorreu pelo PTC, e atualmente é candidato a prefeito de Alagoinhas pelo DEM. Caso também seja eleito, assume Bocão (PTC).

Bruno Reis
Apesar de ser do PSC, Vando vota com o governo. Atualmente concorre a prefeitura de Monte Santo. Se sair vitorioso das urnas, ajudará na arrumação da oposição com a eventual eleição de Bruno Reis como vice em Salvador.
A única cadeira realmente disputada na oposição será a de Bruno Reis (PMDB). Numa eventual eleição de ACM Neto (DEM) a prefeito de Salvador, Reis renunciará ao mandato e assumirá o posto de vice.
Levando em conta uma eventual renúncia de Vando e Reis, com as vacâncias, os próximos na sucessão são Hérzem Gusmão (PMDB), candidato a prefeito de Vitória da Conquista e Elinaldo (DEM), candidato a prefeito de Camaçari. Caso o peemedebista e o demista sejam eleitos em suas respectivas cidades as vagas são de Heber Santana (PSC) e Samuel Júnior (PSC).

About Ladislau Leal

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário