MP deflagra terceira fase da operação Adsumus, que envolve empresas de Lauro de Freitas


Resultado de imagem para Operação Adsumus


O Ministério Público estadual deflagrou, na manhã desta terça-feira (11), a terceira fase da “Operação Adsumus”, que cumpre dois mandados de prisão e oito de busca e apreensão. A ação ocorre por meio de promotores de Justiça da comarca de Santo Amaro e do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco).

Com o apoio da Polícia Rodoviária Federal e do Departamento de Combate ao Crime Organizado da Polícia Civil (Draco), a operação acontece nos municípios de Salvador, Feira de Santana, Camaçari, Ipirá, Muritiba, Lauro de Freitas e Santo Amaro. Também foram cumpridos dois mandados de condução coercitiva. Duas pessoas que seriam presas estão foragidas e outras duas que são alvos da condução coercitiva ainda não foram encontradas. Os resultados da operação vão ser apresentados às 10h, na sede do MP localizada no bairro de Nazaré.

Segundo os promotores de Justiça, as conduções coercitivas têm o objetivo de coletar elementos probatórios sobre a atuação dos conduzidos nas empresas que figuram como sócios, além do envolvimento dos mesmos com os outros investigados e outras empresas envolvidas no esquema irregular de contratação de obras, locação de maquinário e realização de serviços públicos, que causou um dano de mais de R$ 24 milhões aos cofres de Santo Amaro.

As investigações realizadas pelos promotores de Justiça têm o apoio da Coordenadoria de Segurança Institucional e Inteligência (CSI) e do Centro de Apoio Criminal (Caocrim), do Ministério Público estadual.

Elas eram concentradas pelas empresas Grauthec Construtora Ltda/ Oliveira Santana Construções, Serv Bahia Locações de Máquinas e Equipamentos Ltda/Real Locação de Veículos Máquinas e Equipamentos Ltda e Ayres Materiais de Construção Ltda. O MP-BA busca é esclarecer as atuações dos conduzidos junto às empresas, envolvidas em um esquema irregular de contratação de obras, locação de maquinário e realização de serviços públicos.

A operação cumpre ainda mandados de busca e apreensão e tem também o objetivo de conseguir detalhar os trâmites dos procedimentos licitatórios em Santo Amaro e a aferição do poder de gestão dos conduzidos no cenário criminoso.

No último mês de julho, a “Operação Adsumus” descortinou o nascedouro de uma associação criminosa no seio da Secretaria de Obras de Santo Amaro. De acordo com as investigações, os atos ilegais eram executados por agentes públicos, com a participação de empresas privadas, e uma intensa e ilegal movimentação financeira foi desvendada.



Fonte: Bocão News

About Ladislau Leal

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Postar um comentário